Confiança, uma Competência Chave da Liderança!

Confiança, uma Competência Chave da Liderança!

Alguma vez teve aquela sensação de que lhe estavam a enganar? Aquela sensação horrível de que para além de ser enganado, estavam a trair a sua confiança? Alguma vez recuperou a estima, consideração e respeito que tinha por essa pessoa?

Talvez ... mas nunca mais será a mesma coisa, porque mesmo que conscientemente queira ultrapassar esse facto, depois de quebrada a confiança, o seu cérebro e a sua mente inconsciente, criaram já uma barreira que será sempre ser um obstáculo para situações futuras.

Nos negócios, nas organizações e na vida, tudo gira à volta deste sentimento tão natural como fundamental para a criação de um clima que promove a relação, os negócios e a cooperação e que contribui para o desenvolvimento pessoal e profissional de todos os elementos de uma Equipa.

Ser uma pessoa de confiança e ter a capacidade de gerar confiança, é algo importantíssimo para qualquer líder e a prova disso é que o ser humano é capaz de percecionar melhor a realidade observando e utilizando os vários sentidos. Se assim é, o líder deve saber observar melhor, escutar mais atentamente e profundamente e agir com inteligência emocional de modo a capitalizar a relação existente com todos os elementos da sua sua equipa.

Quando a confiança é elevada numa equipa, os processos de tomada de decisão traduzem-se numa dinâmica de automatismos, rapidez e fluência, o que permite aumentar a probabilidade de éxito.

Quanto maior o peso dos processos de inconscientes, automáticos e intuitivos, aquilo que o prémio nobel da economia de 2002, Daniel Khaneman apelida de sistema 1 no seu livro Pensar Rápido, Pensar Devagar, melhor o desempenho da sua equipa, pois essas são as partes que geram mais influência e que determinam os resultados.

Isto leva-nos a refletir sobre o valor dos atos praticados em detrimento das palavras, sobre a justiça, o compromisso e a solidariedade enquanto valores fundamentais para a criação de uma relação de confiança. Sem essas premissas, dificilmente o líder será capaz de criar uma verdadeira equipa.

E quando algum elemento da sua equipa se sente traído, injustiçado ou desrespeitado, significa que está em vias de perder algo muito importante, algo que ao ser quebrado, dificilmente voltará a ser o que era...

"Há muitas razões para duvidar e uma só para crer."

-Carlos Drummond de Andrade

E a sua Equipa, saberá onde fica o "norte"?

Heitor Fox (Neurocoach/Trainer)

undefined
undefined